Exposição promocional indevida de médicos em mídia social

Segundo o COJUR do CFM, há indícios de exposição promocional indevida de médicos em mídia social. Aparente
violação à Resolução CFM n. 1.974/2011!
.
É importante lembrarmos que é vedado que médicos permitam publicações de cunho promocional em “mídias sociais” https://claudiaflehr.com.br/solucoes-de-marketing-digital-para-a-sua-clinica/.

Para tal, considerando como conteúdo promocional, inclusive, a exposição reiterada/sistemática de elogios de pacientes, quanto a técnicas e resultados de procedimentos aos quais submetidos.

Deste modo, consistindo em possíveis violações passíveis de responsabilização perante os CRMs.
.
O COJURhttps://sistemas.cfm.org.br/normas/arquivos/despachos/BR/2020/302_2020.pdf alerta que no site do DOCTORALIA há uma grande quantidade de avaliações subjetivas de pacientes quanto a elogios a técnicas e resultados de procedimentos em mídia social e que inegavelmente algumas publicações transparecem intuito de promoção da imagem do profissional.
.
Desta forma, cuidado ao utilizar todos os mecanismos que o site oferece! A interpretação real quanto ao descumprimento ou não das regras de publicidade cabe ao Conselho Regional onde o profissional possui inscrição! Ou seja, a avaliação ética de caso concreto cabe às autoridades públicas competentes, no caso, os d. Conselheiros aos quais eventualmente sejam apresentados a materialidade dos casos para apreciação.
.
Ou seja, a interpretação é subjetiva, mas não podemos fechar os olhos para o entendimento do COJUR (órgão técnico ligado umbilicalmente ao Conselho FEDERAL de Medicina).
.
Despacho 302/2020, do COJUR

Autora: Stephanie Montano – OAB/RS 109.075

Advogada de Médicos, clínicas e hospitais

contato: [email protected]

Fone 51-998421129

Compartilhe essa postagem

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email

2