Dilema das redes, qual sua opinião?

Documentário da Netflix, Dilema das redes, qual sua opinião?

Somos um produto? sim, somos. Mas as escolhas ainda são nossas. Dosar o tempo entre redes sociais e a vida real deve ser parte importante do projeto de felicidade de cada pessoa.

Nas últimas semanas muito tem se falado sobre  o documentário  da Netflix , Dilema das redes, que entrevistou engenheiros, executivos e idealizadores do Google, do Facebook, do Instagram, do Youtube, do Pinterest, do Twitter, etc., e todos eles afirmam que o uso dessas redes é prejudicial. Muitos deles, inclusive, sequer permitem que os próprios filhos acessem as redes sociais. E aí eu gostaria de saber qual é a mágica para os filhos dos idealizadores não acessarem redes sociais (vamos ser francos, isso é muito difícil, mas depende das nossas escolhas)

Vou fazer aqui um paralelo: há um tempo atrás, também na Netflix, assisti um documentário chamado Operação Enganosa. Este documentário revela como, na corrida pela inovação, a indústria de artefatos médicos pode trazer trágicas consequências aos pacientes. ( Eu trabalhei 20 anos na Indústria farmacêutica – lancei produtos como viagra para impotência, Geodon para esquizofrenia. E na Indústria de Medical Devices produtos para incontinência urinária)

Vamos imaginar, que uma mulher de 55 anos começa a ter incontinência urinária, começa a ter limitações para sair de casa, encontrar pessoas, depressão,etc. Seu médico diz que tem a solução para o seu problema: é tudo que ela quer.

Quando lemos a bula de um remédio, com certeza não vamos tomar, porque tem que constar ali tudo o que pode acontecer de indicação, contra indicação, eventos adversos, enfim, tudo. Mas o médico, especialista trabalho com benefício x risco.

Agora vamos voltar ao Dilema das redes. Curiosamente hoje meu trabalho é Marketing para a área médica. Imagine um avô, uma mãe poder se comunicar todos os dias com seu filho, neto que está do outro lado do mundo, ver fotos, passeios, trabalho, amigos. Conseguir acompanhar a trajetória da família que está longe graças as Redes sociais.

A era digital chegou para ficar e assim como tantas outras tecnologias chegaram e convivemos com elas todos os dias.

Quanto mais tempo passamos em frente a uma tela, menos sobra para relações interpessoais. Por isso, para Tal Ben-Shahar, psicólogo e primeiro professor do curso de Psicologia Positiva de Harvard, que se tornou um dos mais populares da história da instituição, dosar o tempo entre redes sociais e a vida real deve ser parte importante do projeto de felicidade de cada pessoa. https://epocanegocios.globo.com/Vida/noticia/2018/09/redes-sociais-nos-tornam-insensiveis-diz-professor-do-curso-de-felicidade-de-harvard.html

Li algumas críticas sobre o documentário  como, https://www.planocritico.com/critica-o-dilema-das-redes/ A mensagem veiculada em O Dilema das Redes pode ser apontada por alguns como apocalíptica e exagerada, mas ao passo que o documentário da Netflix avança cada um de seus 89 minutos, ficamos gradativamente estarrecidos com a proximidade dos fatos em relação ao nosso cotidiano de cidadão comum, atingido pela relação entre algoritmos, redes sociais, invasão de privacidade e até projetos de derrocada do que conhecemos por democracia.

Quando eu era criança, tinha apenas uma TV na sala. Minha mãe dizia quando deveria ser desligada e acabou. Porque hoje não conseguimos dizer aos nossos filhos o mesmo??

A tecnologia, mudou a maneira como nos comportamos, o que seguimos, o que falamos, quem são os nossos heróis, quem queremos seguir…

Acredito que como em todos os seguimentos, existem vantagens e desvantagens. Mas ainda cabe a nós as escolhas e que bom que podemos decidir.

Agora, vamos falar um pouco do Marketing de Mídia Social

Marketing de mídias sociais é o que as pessoas estão mais familiarizadas já que utiliza plataforma de redes sociais para aumentar a exposição da marca ou serviço e criar relacionamentos com o seu público-alvo.

Marketing de mídia social visa criar visibilidade e interatividade com seu público. Este é hoje, um dos canais mais importantes, senão o mais importante que você usa para falar com seu público e quando ele se envolve pode alterar a dinâmica. Eles podem enviar mensagens, procurar e ativamente compartilhar seu conteúdo, replicar, curtir, comentar e fazer perguntas e aí acontece a transformação digital, que é o objetivo final de quem trabalha com Marketing Digital. Leia também nosso post sobre Marketing Digital https://claudiaflehr.com.br/invistaem-marketing-digital-agoramelhormomento/

Gostou? compartilhe com um amigo!

Compartilhe essa postagem

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email

2